Programa de demolição de igrejas vai continuar no Sudão

Governo sudanês coloca em prática seus planos de desenvolvimento do país e desrespeita novamente a liberdade religiosa

540x350_sudao

O governo do Sudão, país que ocupa o 5º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, voltou a executar o projeto da destruição de 27 igrejas. De acordo com os relatórios da Portas Abertas, em 2 de agosto, uma igreja que fica em Omdurman foi demolida e mais 13 igrejas do distrito de Soba, em 7 de maio.

“As autoridades sudanesas deram mais um passo a frente em seus objetivos de eliminar os cristãos no país. Eles pretendem demolir as igrejas que estão no programa de desenvolvimento de algumas regiões e isso não faz parte de um plano secreto, é do conhecimento de todos”, comenta um dos colaboradores da Portas Abertas.

Ele acrescenta que na sequência da independência do Sudão do Sul, o presidente al-Bashir declarou publicamente que a sharia seria agora implementada em todo o Sudão. “Muitos cristãos temiam por suas vidas e milhares deixaram o país. Se a comunidade internacional não pressionar o Sudão para que respeite a liberdade religiosa dos cristãos, é provável que o governo continue a perseguir os cristãos e a demolir as igrejas”, conclui. Ore pelos nossos irmãos perseguidos sudaneses.