Estado de Calamidade, e agora?

A igreja permanecerá a disposição, mas sem cultos públicos

Termina o estado de emergência. Começa o estado de calamidade, é o que deve acontecer neste fim-de-semana em Portugal. O estado de emergência termina no sábado à meia-noite, mas às zero horas de domingo Portugal entra em estado de calamidade.

Na apresentação das regras de desconfinamento relativamente à celebração religiosa, destacam-se:

  • Proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas
  • Lotação máxima de 5 pessoas/ 100m2 nas instalações fechadas
  • Sobre Cerimónias religiosas: as celebrações comunitárias serão de acordo com regras a definir entre DGS (direção geral da saúde) e confissões religiosas a 30-31/maio. 

Aceda ao documento completo:  Apresentação de desconfinamento

Estas regras impossibilitam retorno aos cultos públicos durante o mês de Maio. 

Porém, como aconteceu durante o estado de emergência, cada congregação estará aberta e disponível para oração, e ainda: prestar atendimento individual a nível: espiritual, emocional e social às pessoas diariamente, ou nos horários habituais de culto de cada local. 

Os CULTOS ONLINE vão permanecer para abranger mais pessoas e transmitir palavra de fé, amor e esperança.

O pastor Josué Moreira (pastor presidente) deixou um comunicado aos membros e simpatizantes.