Dia de festa para a igreja

Um dos propósitos do batismo em águas é simbolizar a morte, sepultamento e ressurreição do novo crente e sua nova vida em Cristo.

batismosilveira

Mesmo em tempos de pandemia, e depois de longos meses de espera, o dia 2 de agosto foi de festa e celebração para a igreja em Portugal, pois diversos irmãos da congregação de Silveira, fizeram sua confissão pública de fé em Jesus. 

Com todos os cuidados necessários, e a utilizar o mar em vez de piscina, o pastor Vinícius Soares (MSBN Ericeira) em conjunto com o presbítero Ivan Rodrigues da Costa (dirigente - MSBN Silveira) e mais seis pessoas, reuniram-se para tal evento, a reconhecer a importância deste ato mediante a fé cristã. 

O batismo em água é uma ordenança de Cristo à Igreja, pela qual o crente dá testemunho público da sua fé em Cristo, como seu Salvador e Senhor.

Para constituir o seu povo na Terra, o Senhor Jesus estabeleceu a Igreja, o seu corpo místico (Ef 1.22,23). A Igreja do Senhor Jesus é composta de pessoas que se arrependeram de seus pecados e, pela fé, aceitaram a Jesus como seu único e suficiente Salvador. Entretanto, o sinal de ingresso e identificação do novo crente na igreja local é a sua obediência às ordenanças de Jesus à igreja: o batismo em águas e a Santa Ceia.

O batismo cristão não salva, não lava pecados e não complementa a salvação. Somente a obra expiatória de Cristo consumada no Calvário salva e purifica o pecador de seus pecados (Hb 2.17; Ef 1.7; 1 Co 15.3). No entanto, o batismo em água por imersão é um testemunho público da nova vida em Cristo assumida pelo batizando.